Arquivos do Blogue

Mário de Sá-Carneiro (Lisboa, 19 de Maio de 1890 — Paris, 26 de Abril de 1916) foi um poeta, contista e ficcionista português, um dos grandes expoentes do modernismo em Portugal e um dos mais reputados membros da Geração d’Orpheu.

Mário de Sá-Carneiro – “Cinco horas”

Mário de Sá-Carneiro – “Como eu não possuo”

Mário de Sá-Carneiro – “Serradura” (sem música)

Mário de Sá-Carneiro – “Como eu não possuo”

Mário de Sá Carneiro – “Quási”

Mário de Sá Carneiro – “Caranguejola”

Poetas