Nota biográfica

Leonard Norman Cohen (Montreal, 1934). Embora seja mais conhecido pelas suas canções, Cohen passou a dedicar-se à música apenas depois dos 30 anos, já consagrado como autor de romances e livros de poesia.

Leonard Cohen – “Velho demais”

22.09.2014 | Produção e voz: Luís Gaspar

bombas14

Estou velho demais

Para decorar os nomes

Dos novos assassinos.

Este aqui

Parece cansado e atraente

Devotado, profissional.

Ele parece-se muito comigo,

No tempo em que ensinava

Uma forma radical de Budismo,

Para os insanos sem salvação.

Em nome da velha

Mágica sagrada

Ele ordena

Que famílias sejam queimadas vivas,

E crianças mutiladas.

Ele provavelmente conhece

Uma ou duas das minhas canções.

Todas elas

Todos que banharam suas mãos em sangue

E os mastigadores de vísceras
E escalpeladores
Todos eles dançaram
Ao som dos Beatles
Todos adoraram a Bob Dylan.
Queridos amigos,
Poucos de nós restaram
Silenciados
Tremendo sem parar
Escondidos no meio do sangue –
Fanáticos chocados,
Enquanto testemunhamos uns aos outros
A velha atrocidade
A velha e obsoleta atrocidade
Que levou para longe
O apetite ardoroso do coração,
E envergonhou a evolução
E vomitou preces.

facebooktwittermailby feather