Nota biográfica

Diante do Canal que Vitorino Nemésio imortalizou, José Henrique Azevedo (Peter*s . Horta, Faial) conhece bem as suas raízes.

José Henrique Azevedo – “Diário de Viagem”

10.09.2014 | Produção e voz: Luís Gaspar

horta2

Vivem em nove belas Ilhas no
meio do Oceano Atlântico.
Dizem ser o centro do Mundo, os últimos
picos da Atlântida — O Continente perdido,
a terra de Neptuno.
Falam de forma diferente.
Cozinham a comida em buracos
na terra, com o calor dos vulcões.
Fazem jogos com touros e perdem
quase sempre.
Nadam com golfinhos.
Mergulham com baleias que antes caçavam
em pequenos barcos e depois
gravavam-lhes os dentes.
Há 500 anos que resistem a tremores de
terra, a tempestades com ventos de 250 Km
por hora, a ondas do mar com 20 metros
Pescam os maiores peixes do
Mundo — espadartes e atuns.
Dividem os terrenos com flores
principalmente hortênsias.
Criam vacas e chamam-nas
pelo nome próprio.
Comem comida temperada com especiarias
vindas das índias, Áfricas e Américas.
Festejam o “Espirito Santo” que
dizem ser o seu “Senhor”.
Usam uma ave — Milhafre — como seu
símbolo mas chamam-se
Açorianos.
São uns estranhos e
simpáticos loucos.

facebooktwittermailby feather