Nota biográfica

João Miguel Fernandes Jorge, poeta, prosador e crítico artístico, licenciado em Filosofia, foi também docente. Estreia-se na poesia com o volume "Sob Sobre Voz".

João Miguel Fernandes Jorge – “Como conversámos…”

22.03.2012 | Produção e voz: Luís Gaspar

Era o quarto de azulejo. 

O cheiro do tabaco. 

O cão

os olhos para que visse o de fora. 

Cego 

conhecendo a terra sem se conhecer. 

Em nós 

fizémos sair a lua o sol.

Em todos

o visível o invisível.



Éramos nós e estávamos no fim do mundo.



Como conversámos aquela noite. Era o quarto de azulejo 

a mesa de braseira o cheiro do tabaco. 

Andara sem destino durante meses

e, aquela noite surgia com o simples virar a 

página de um livro, 

quando uma palavra torna claro o enredo de longos capítulos. 

Assim duas vidas se revelam.



Éramos nós. Estávamos no fim do mundo, quero dizer, 

encontrei-me de súbito na minha vida, 

na sua vida.

facebooktwittermailby feather