Francisco Quevedo – “Retirado na paz…”

08.02.2012 | Produção e voz: Luís Gaspar

Francisco Gómez de Quevedo y Santibáñez Villegas (Madrid, 14 de setembro de 1580 — Villanueva de los Infantes, 8 de Setembro de 1645) foi um escritor do Século de Ouro Espanhol.

Escrito em torre de Juan Abad

Retirado na paz destes desertos,
com bem poucos mas doutos livros juntos,
vivo dialogando co’os defuntos,
com os olhos escuto os mortos certos.
Se não sempre entendidos, sempre abertos,
emendam ou fecundam meus assuntos;
e em silentes, harmónicos conjuntos
ao sonho do viver falam despertos.
As grandes almas que a morte afugenta,
da injúria dos anos, vingadora,
livra a imprensa, e assim nos contenta.
Em fuga irrevogável foge a hora;
mas aquela a mais pura pedra atenta,
que em leitura e estudo nos melhora.

(Tradução de José Bento)