Nota biográfica

Dámaso Alonso y Fernández de las Redondas (Madrid, 22 de outubro de 1898 — 25 de janeiro de 1990) foi um poeta, filólogo e crítico literário espanhol.

Dámaso Alonso – “Como era”

13.01.2012 | Produção e voz: Luís Gaspar

A porta, aberta.
Veio calma e suave.
Nem matéria nem espírito. Trazia
uma ligeira inclinação de nave
e uma luz matinal de claro dia.

De ritmo não era, ou de harmonia,
nem de cor. O coração a sabe,
mas dizer como era não poderia
pois não é forma, nem na forma cabe.

Língua, barro mortal, cinzel inepto,
deixa a flor intacta do conceito
na clara noite desta minha boda,

e canta mansamente, humildemente,
a sensação, a sombra, o acidente,
enquanto Ela me enche a alma toda!.

(Tradução de José Bento)

facebooktwittermailby feather