Nota biográfica

Carlos Bessa nasceu em Viana do Castelo em 1967 e cresceu nos arredores do Porto, vivendo, nos meados de 1990, nos Açores. Colabora com a secção de livros do semanário Expresso e tem publicados vários livros.

Carlos Bessa – “Lista de compras”

03.04.2012 | Produção e voz: Luís Gaspar

Fazia a lista de compras com um ar ligeiramente
Sonhador. Amachucava pedacinhos de papel
Que nos fim pareciam smarties.
- Estou sempre contigo, sempre.
- E tu pesas-me.
- Sem ti, sinto-me num vácuo.
- És de chumbo.
E na lista de compras lá vinha um quilo de arroz
Um litro de azeite, duas latas de atum.
O sol, como uma flor, fazia da cozinha
Uma festa, a que as cortinas conferiam ar de templo.
No fogão ardia o leite, ouvia-se o chiar
Da máquina de café e o coração
Como um atleta, cada vez mais pálido
Cada vez mais longe.

do seu livro de 2003 “Em Trânsito”

Carlos Bessa – “A marmita, todas as noites a marmita”

03.04.2012 | Produção e voz: Luís Gaspar

De alumínio e do tanto uso, de um cinza

Baço, encardido. Talvez por isso um dia disse-o 

Em voz alta com as lágrimas, ali, longe de tudo

Num banco de Lisboa.



O frio que passou do carro para o autocarro.

As tardes de chuva quando chegava no chão

Sentado ao lado do condutor, ao lado do deus

Que o trazia no mesmo frio, na mesma posição de chinês.



Sem nos dizer do que passava, das suas alegrias

ou tristezas. Assim até o b.i.

A lei portuguesa acenar e dizer dos estigmas

Do trabalho que se deve em nome da mesa.



Não produzia molas suficientes e a marmita

Arrumada para sempre no fundo do armário

Ficou esquecida, mas não o sofrimento.