Nota biográfica

O livro de Cântico dos Cânticos, também chamado de Cantares, Cântico Superlativo, ou Cântico de Salomão, faz parte dos livros poéticos do Antigo Testamento, vem depois de Eclesiastes e antes do livro da Sabedoria, na Bíblia católica, e antes de Isaías, na Bíblia protestante.

Bíblia – “Cântico dos Cânticos – 4º”

13.02.2012 | Produção e voz: Luís Gaspar

O “Cântico dos Cânticos” é composto por sete cânticos e no 4º, depois de uma intervenção do coro, diz o esposo à esposa:

“Oh, como és formosa, minha amada, 

como és formosa!

Os teus olhos são como pombas,

por detrás do teu véu.

Os teus cabelos são como um rebanho de cabras 

descendo das vertentes pelas montanhas de Galaad.

Os teus dentes são como um rebanho de ovelhas
tosquiadas, 
que sobem do lavadouro;
cada uma leva dois cordeirinhos gémeos, 

e nenhuma há estéril entre elas.

Os teus lábios são como um fio de púrpura, 

e o teu falar é doce.

A tua face é como um pedaço de romã 

por detrás do teu véu.

O teu pescoço é semelhante à torre de David,

rodeada de troféus,
da qual pendem mil escudos, 

todos os escudos dos heróis.

Os teus dois seios são como dois filhinhos gémeos
de uma gazela 
que pastam entre os lírios.

Antes que refresque o dia e desapareçam as sombras,
irei ao monte da mirra, 
e ao outeiro do incenso.

Toda és formosa, ó amiga
minha, 
e não há mancha em ti.

Vem do Líbano, ó esposa, 

vem do Líbano,
vem dos cumes de Amaná,
dos cumes de Senir e de Hermon, 

das cavernas dos leões,
dos esconderijos dos leopardos.

Arrebataste o meu coração, minha irmã, minha esposa!

arrebataste o meu coração com um só dos teus olhares, 

com uma só pérola do teu colar.

Como são deliciosas as tuas carícias, 

minha irmã, minha esposa!

Mais deliciosos que o vinho são os teus amores!

O odor dos teus perfumes excede o de todos os aromas!

Os teus lábios, ó esposa, 
destilam mel virgem; 

e o mel e o leite estão sob a tua língua, 

e o perfume dos teus vestidos
é como o odor do incenso do Líbano.

És jardim fechado, minha irmã, minha esposa,

nascente fechada, fonte selada.

As tuas plantas são como um bosquezinho de romãzeiras, 

com frutos deliciosos, 
com cipre e nardo,
nardo e açafrão, 
canela e cinamomo, 
com todas as árvores de incenso,

com mirra e aloés 
e todos os balsameiros mais selectos. 


És fonte que jorra a bobotões,

fonte de águas vivas, 

que correm do Líbano.