Nota biográfica

Arnaldo Fonseca nasceu na Marinha Grande, no dia 22 de Março de 1930. Aos cinquenta e oito anos publica o seu primeiro livro de poemas "Rimas ao Vento".

Arnaldo Fonseca – “Que linda canção…”

22.02.2012 | Produção e voz: Luís Gaspar

Que linda canção o mar está cantando
Bela melodia, correndo no ar
Parei um bocado e pus-me escutando
E sobre o penedo que eu estava pisando
Penedo de sonhos de histórias passadas
Ali fiquei, e pus-me pensando e pus-me a sonhar
Pensei na Rainha Isabel que aqui veio chorar
As mágoas que o Rei D. Diniz tanto a fez sofrer
Pensei em outras Rainhas que sem terem coroas
Tanto aqui choraram… tanto aqui passaram
Só para eu as ver.
Penedo da Saudade de sonhos vividos
De sonhos passados
Abre-me os teus braços, deixa-me ficar
E tu ó farol que estás a meu lado
Vai me iluminando para eu me guiar.