Nota biográfica

António Pereira Nobre (Porto, 16 de Agosto de 1867 — Foz do Douro, 18 de Março de 1900), mais conhecido como António Nobre, foi um poeta português cuja obra se insere nas correntes ultra-romântica, simbolista, decadentista e saudosista (interessada na ressurgência dos valores pátrios) da geração finissecular do século XIX português.

António Patrício – “Tenho saudades do teu corpo”

10.01.2012 | Produção e voz: Luís Gaspar

António Patrício (Porto, 7 de Março de 1878 – Macau, 4 de Junho de1930) foi um escritor e diplomata português.
Em 1908 conclui o curso de Medicina na Escola Médica do Porto. No ano de 1911 ingressa na carreira diplomática ao ser nomeado cônsul em Cantão, falecendo no ano de 1930, em Macau, quando ia tomar posse como ministro de Portugal emPequim. A sua obra foi profundamente marcada pelas influências de Nietzsche, Maeterlinck e D’Annunzio, bem como pelas correntes literárias do simbolismo, do decadentismo e do saudosismo.

Tenho saudades do teu corpo: ouviste
correr-te toda a carne e toda a alma
o meu desejo – como um anjo triste
que enlaça nuvens pela noite calma? …

Anda a saudade do teu corpo (sentes? .. )
Sempre comigo: deita-se ao meu lado,
dizendo e redizendo que não mentes
quando me escreves: «vem, meu todo amado … »

É o teu corpo em sombra esta saudade …
Beijo-lhe as mãos, os pés, os seios~sombra:
a luz do seu olhar é escuridade …

Fecho os olhos ao sol para estar contigo.
É de noite este corpo que me assombra …
Vês?! A saudade é um escultor antigo!

facebooktwittermailby feather