António Gouveia – “Gosto de ti”

13.01.2012 | Produção e voz: Luís Gaspar

Gosto de ti
Não por seres linda ou por seres feia.
Gosto de ti
Pela cor indefinida dos teus olhos
Na qual há uma mistura de todas as cores.
Nem sei mesmo se gosto dos teus olhos
Mas gosto de ti,
Por seres a dona de tais olhos.
Gosto de ti
Pela cor garça dos teus olhos …
Nem azuis, nem verdes, nem cinzentos …
Duma luz vaga, indefinida, incerta,
Como incerta e indefinida e vaga
É a minha vida
E a vida de toda a gente
Na hora que passa.
E é por isso,
Por essa identificação da minha vida
Com a cor incerta dos teus olhos,
Que eu gosto de ti.