Vera Sousa Silva – “Memórias de ti.”

No silêncio dos teus lábios
ecoa o meu medo
e sombras perseguem-me
gritando-me do teu desdém.

Rios descem dos meus olhos
naufragando em vestes
de versos quentes
que te sussurrei
num leito d’ âmbar.

Sufoca-me o tempo,
medida da saudade
do teu corpo.

Asfixia-me a demora
em ter teu beijo,
único alimento
da minh’alma.

Estremeço ausente,
mergulho no sonho
e morro nas memórias de Ti!

(Do livro “Bipolaridades”. Ed. Lua de Marfim.)

facebooktwittermailby feather