Nota biográfica >>

Estes poemas fazem parte da literatura Portuguesa, ponto final! Porém, como podem incomodar alguns apreciadores de poesia, decidi chamar-lhes "Poemas INTERDITOS". O seu acesso é da responsabilidade de cada um dos visitantes.

Maria Teresa Horta – “Masturbação”

26.05.2015

masturbacao13


Eis o centro do corpo
o nosso centro
onde os dedos escorregam devagar
e logo tornam onde nesse
centro
os dedos esfregam – correm
e voltam sem cessar

e então são os meus
já os teus dedos

e são meus dedos
já a tua boca

que vai sorvendo os lábios
dessa boca
que manipulo – conduzo
pensando em tua boca

Ardência funda
planta em movimento
que trepa e fende fundidas
já no tempo
calando o grito nos pulmões da tarde

E todo o corpo
é esse movimento
que trepa e fende fundidas
já no tempo
calando o grito nos pulmões da tarde

E todo o corpo
é esse movimento
em torno
em volta
no centro desses lábios

que a febre toma
engrossa
e vai cedendo a pouco e pouco
nos dedos e na palma

facebooktwittermailby feather
69616961