Nota biográfica >>

Cláudia Marczak, poeta brasileira. Publicou o seu primeiro livro de poesia aos 16 anos. Publicou mais dois, "Caos" e "Lugar algum". Prepara o seu primeiro romance que irá participar na Bienal do Livro de S. Paulo.

Cláudia Marczak – “Não sou…”

19.04.2012

Não sou prisioneira do tempo
Nem ancoro meus sonhos
No solo árido da minha vida medíocre.
Deixo meus olhos flutuarem
Entre céus e infernos
Que a poesia me leva.
Procuro a jóia rara
De um sorriso único
Repleto de angústia e surpresa.
Navego obscura entre
meus medos e meus desejos
sem ter certeza de nada.
Que venha a vida, então,
E penetre em mim
Como um punhal
Rasgando minhas dúvidas
Cortando as amarras
Que me prendem ao possível.
Pertenço a quem me possuir,
Sou do mundo.
Sou minha vida.
Sou o espelho do que jamais serei.

facebooktwittermailby feather
46474647