Nota biográfica >>

Cláudia Marczak, poeta brasileira. Publicou o seu primeiro livro de poesia aos 16 anos. Publicou mais dois, "Caos" e "Lugar algum". Prepara o seu primeiro romance que irá participar na Bienal do Livro de S. Paulo.

Cláudia Marczak – “Coração de Vidro”

19.04.2012

Moram em mim
outros olhos que me vêem.
Neles existo e não me enxergo.
Tenho os olhos de um animal,
arisco e selvagem.
Farejo minhas vontades,
sacio minha sede
nos rios que correm em outros corpos.
Todos únicos sem serem um;
verdadeiros sem serem reais.
Tenho os olhos do pecado que não existe,
e escorrem por eles
lágrimas do sangue da minha culpa.
Tenho os olhos de versos.
Olhos de alma
que mostram meu coração de vidro,
tão pequeno e frágil,
que brilha e lacera em meu peito
inúmeras feridas
da onde brotam palavras vazias,
palavras vãs,
que eu nunca conseguirei entender.

facebooktwittermailby feather
46454645