031 – Amália Rodrigues

16.02.2006

A poetisa, cujas palavras douradas preenchem o programa desta semana, nasceu em Julho de 1920 e faleceu, com 79 anos, em 6 de Outubro de 1999. O seu corpo está no Panteão Nacional, lugar onde repousam as personalidades consideradas como expoentes máximos da nacionalidade. Como João de Deus, Almeida Garrett, Guerra Junqueiro, Teófilo Braga, Sidónio Pais, Óscar Carmona.
Onde se encontram, cenotáfios, isto é, memoriais fúnebres, de Luís de Camões, Pedro Álvares Cabral, Nuno Álvares Pereira, Vasco da Gama e do Infante D. Henrique.
A poetisa ganhou um lugar no Panteão mas, provavelmente mais importante, conquistou o coração dos portugueses com palavras ditas na sua esplendorosa voz.

facebooktwittermailby feather
247247