Nota biográfica >>

Beatriz Barroso - Nasceu em Luanda, mas as suas raízes vêm do Porto. Frequentou o Curso de Filosofia (incompleto) da Faculdade de Letras e terminou o Curso de Estudos Europeus. Tem uma vasta produção de poesia.

Beatriz Barroso – “Eu vi”

10.01.2012

Eu vi o Mundo,
Que de muito contraste é feito…
 
Nos olhos de uma criança,
Nas asas de uma borboleta,
Numa praia deserta,
Numa cidade iluminada,
Numa boca amordaçada,
Num rosto com mágoa,
Nas linhas de um jornal diário,
Numa mensagem de correio,
Numa paragem do metro,
Num semáforo,
Numa esquina,
Num beco sem saída,
Algures no tempo e num lugar,
Eu vi o Mundo, eu vi .
De tanta coisa que eu já vi,
Uma lição eu aprendi,
Nada no Mundo é perfeito,
Mas valerá a pena, por certo,
Estar vivo e sentir-me um ser eleito,
Por viver com convicção,
Por sentir que a  fé e a alegria
Não morrem no meu coração,
Por  fazer alguém feliz,
Por ter uma família amiga,
Por ter saúde e lutar,
Por uma  vida honesta e  sadia,
Por uma noite bem dormida,
Ou simplesmente,
Por poder hoje  espreitar a lua,
Da janela de meu quarto,
Numa noite de luar…
Basta-me  apenas por isso,
Abrir os olhos e  as portas  da alma,
Deixar o sentido da  vida,
Entrar por meus poros, bem desperto,
Saber-me num macrocosmos incompleto,
Mas saber e ter  a certeza,
Que bem dentro do pequeno mundo que eu sou,
Vive a imagem de  um Mundo melhor,
E que não  quero este  sonho jamais desfeito!

facebooktwittermailby feather
20782078