Nota biográfica >>

Casimiro Cavaco Correia de Brito (Loulé - Algarve, 14 de Fevereiro de 1938) é um poeta, ensaísta e ficcionista português.

Casimiro de Brito – “Sento-me”

07.01.2012

Sento-me à beira da cama
que nos acolheu: um rio
que recebeu o músculo, o sangue rumoroso
e não partiu. Um lago azul de mais
e por demais queimado
onde, semi-acordada, dormes. Uma
feiticeira. Disseste ontem à noite,
Acorda-me quando acordares. Não tive
coragem. Mas o sol começou a trepar pelos lençóis
onde fomos espuma, excitação.
Minha boca não deixou que o sol
entrasse sozinho. Quando acordaste
já eu navegava
em nuvens perfumadas. As árvores de ti
sorriam, balançavam.

facebooktwittermailby feather
15581558