Nota biográfica

Os irmãos Grimm , Jacob (1785 – 1863) e Wilhelm (1786 – 1859), foram dois irmãos, ambos acadêmicos, linguistas, poetas e escritores que nasceram no então Condado de Hesse-Darmstadt, atual Alemanha. Os dois dedicaram-se ao registro de várias fábulas infantis, ganhando assim grande notoriedade, notoriedade essa que, gradativamente, tomou proporções globais.

Irmãos Grimm – “Os duendes e o sapateiro”

29.12.2014 | Produção e voz: Luís Gaspar

sapateiro12

Os irmãos Grimm , Jacob (1785 – 1863) e Wilhelm (1786 – 1859), foram dois irmãos, ambos acadêmicos, linguistas, poetas e escritores que nasceram no então Condado de Hesse-Darmstadt, atual Alemanha. Os dois dedicaram-se ao registro de várias fábulas infantis, ganhando assim grande notoriedade, notoriedade essa que, gradativamente, tomou proporções globais.

“Os duendes e o sapateiro” dos Irmão Grimm
Era uma vez um sapateiro que ficou tão pobre que só lhe restava um pedaço de couro. Com este pedaço de couro só dava para fazer um par de sapatos. Uma noite cortou-os com a intenção de costurá-los e acabar no dia seguinte. Deitou-se sossegado e adormeceu rapidamente. De manhã ao acordar decidiu ir ao trabalho.
Quando entrou na sala viu sobre a mesa o par de sapatos completamente acabado. Ficou espantado e sem saber o que pensar. Pegou nos sapatos e examinou-os estavam uma obra de arte.
Dali um tempo entrou um comprador que gostou tanto deles que até pagou mais do que era costume. Assim, o sapateiro pode comprar couro para fazer dois pares. Cortou-os à noite disposto a terminá-los no dia seguinte, mas não foi preciso porque quando se levantou já estavam acabados e não faltaram clientes que lhes dessem dinheiro suficiente para comprar couro para quatro pares de sapatos.
Na manhã seguinte estavam os quatro pares acabados e, daí em diante tudo o que deixava cortado encontrava pronto ao acordar. Assim, o sapateiro ganhou muito dinheiro, podendo até se considerar um homem rico.
Antes da noite de Natal decidiu com a mulher de ficarem á espreita para verem quem é que os ajudava. Ao bater da meia-noite apareceram dois engraçados duendes , nuzinhos que se puseram a trabalhar com tamanha agilidade e velocidade que só pararam quando tudo estava terminado.
Reconhecidos pelo que os duendes lhes tinham feito o sapateiro e a mulher decidiram costurar para cada um deles, uma camisa, um casaco, uns calções e também um par de sapatinhos. Quando acabaram puseram tudo em cima da mesa e esconderam-se para ver como os duendes recebiam a oferta. Á meia-noite eles chegaram dispostos a trabalhar, mas em vez de couro encontraram as prendas. A princípio ficararam espantados, mas logo ficaram muito contentes com as roupas.
Puseram-se a cantar e a dançar sobre a mesa e os bancos do sapateiro até desaparecerm pela porta. Os duendezinhos nunca mais apareceram na oficina do sapateiro, mas também nunca mais tiveram dificuldades. Ele e a mulher foram muito felizes e tiveram sempre êxito em tudo o que fizeram.

facebooktwittermailby feather