Jorge Aguiar – “Coração que repousavas”

27.08.2012

Alcaide-mor da fortaleza de Zagala, por carta de nomeação de
14/03/1478, Jorge de Aguiar foi capitão de uma armada que
partiu para a Índia, em 1508, e se perdeu nas ilhas Tristão da
Cunha.

Esforça meu coração,
não te mates, se quiseres:
lembra-te que são mulheres.
Lembra-te qu’está por nascer
uma que não errasse;
lembra-te que seu prazer,
por bondade e merecer,
não vi quem dele gostasse.
Pois não te dês a paixão,
toma prazer, se puderes
lembra-te que são mulheres.
Descansa, triste, descansa,
que seus males são vinganças;
tuas lágrimas amansa,
deix’ as suas esperanças;
porque, pois nascem sem razão,
nunca por ela lh’ esperes;
lembra-te que são mulheres.

facebooktwittermailby feather
52345234