Nota biográfica >>

Alexandre Manuel Vahía de Castro O'Neill (Lisboa, 19 de Dezembro de 1924 - Lisboa, 21 de Agosto de 1986), ou simplesmente Alexandre O'Neill, descendente de irlandeses, foi um importante poeta do movimento surrealista.

Alexandre O’Neill – “A Perna no Eucalipto”

24.09.2014

braco14

Por entre as folhas, luzia a biqueira do sapato
como se fosse o sapato de alguém que, da varanda,
estivesse a ver passar cabeças militares.
Mas os capacetes tinham lá dentro cabeças de bombeiros
e estes trepavam, lestos, pela escada
para tirar a perna do eucalipto.
Uma perna errada abandonada pelo seu proprietário
como a um filho na roda?
Seria a mesma perna fantasmática
que já atemorizara João Soldado?
Diria que não com o dedo grande do pé
ao ser convidada a descer?
(Os elefantes humoristas «engasgam» os crocodilos nos ramos das árvores
para se verem livres deles).
Teria dito ele perna pra que te quero?
A esta perna no eucalipto poderá alguma vez chamar-se «fait-divers»?
Seria uma perna irrequieta
que, sem autorização do dono, subira àquela árvore
como um rapaz aos ninhos?
Enquanto a perna descia, era descida ao ombro dum bombeiro,
uma mulher extasiada explicou-me:
— Um velhote apanhado por uma mota…

facebooktwittermailby feather
64326432