Otília Martel – “Se tudo isto…”

16.01.2012

Se tudo isto é banal, onde existe o divino?
É material a dor, supérfluo o sofrimento?
Onde encontrar razão, finalidade, alento,
Por resignar-se o destino em triste desatino?

E se há uma estrela, além, marcando-nos o destino,
é esforço vão fugir ao perigo dum momento!
E se uma folha move, foi em pensamento
Sacudida por Deus! Não é livre o caminho!

E, porque a carne é impura e, nos arrasta e prende,
é sacrilégio, o amor…o amor que nos ascende,
ao sublime e à renúncia e permanece eterno

Existe o bem e o mal? E a dor que nos tortura?
Não deve, além da morte, haver mais amargura!
Que viver, não pode haver maior inferno!

facebooktwittermailby feather
27302730