Nota biográfica >>

Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas (Póvoa de Atalaia, 19 de Janeiro de 1923 — Porto, 13 de Junho de 2005). Apesar do seu enorme prestígio nacional e internacional, Eugénio de Andrade sempre viveu distanciado da chamada vida social, literária ou mundana, tendo o próprio justificado as suas raras aparições públicas com «essa debilidade do coração que é a amizade».

Armando Silva Carvalho – “Homem do Sul”

09.11.2015

eugenio

Cheguei e perguntei
pelo grito do granito.

Rigor obstinado, era o
que ele dizia. Ele, o
homem do sul, e
persistia.

Deita uma palavra ao mar.
Exemplo: rio.
Abandona outra: vento, ao próprio vento.
Mas se o quiseres escutar
é melhor deixares
lá fora
o teu lamento.

“Aproximações a Eugénio de Andrade”, editado pela ASA com o patrocínio a BIAL. Coordenação de José da Cruz Santos e Direção gráfica de Armando Alves.

facebooktwittermailby feather
70577057