Nota biográfica >>

Paulo Eduardo Campos, nasceu em Lisboa, em1975. Licenciado em Auditoria e Revisão de Contas. Participou em algumas antologias de poesia e prosa poética portuguesa contemporânea. Colaborou, também com poesia, no Diário de Notícias, no suplemento DN Jovem. Editou os livros de poesia “Na serenidade dos rios que enlouquecem” (2005) e “a casa dos archotes” (2011). Participou nas antologias “Rio de Doze Águas” (2012) e “Poetas da nossa terra” (2013).

Paulo Eduardo Campos – “Caminhamos…”

09.10.2014

paulo_campos14

caminhamos procurando o peso das palavras
os pássaros que adormecem sobre a areia
os amantes que cercam o tempo com as suas bocas
devolvendo a estreita luz que há na manhã.

não se recupera no final de cada dia
a palidez dos astros, o silêncio do arco-íris
as mãos que crescem dentro de outras mãos.

tudo se perde, o ardor da poesia,
a alegria que o poema sangra
e a solidão das palavras que têm o peso do caminho
quando a luz estremece no peito dos pássaros.

(Poema incluído no âmbito do direito dos inscritos na Loja da Raposa poderem indicar um poema seu ou do seu poeta favorito)

facebooktwittermailby feather
64676467