“Adeus” de Eugénio de Andrade

08.05.2010

De todos os poemas que já coloquei em imagens, este “Adeus” de Eugénio de Andrade”, é dos mais conhecidos. E dos que mais duramente falam de amores acabados.
Ilustram as palavras de Eugénio de Andrade, imagens recolhidas nos jardins da Fundação Gulbenkian nos pequenos lagos que, cobertos de Outono, refletem, como autênticos espelhos o que lhes fica por cima.

facebooktwittermailby feather
12441244